14.5.17

O lado B da maternidade

Aquilo que ninguém te conta!!!


Olá Pessoal, tudo bem???

Hoje é dia das mães, um bom dia para falar sobre minha experiência com a maternidade.
Eu engravidei aos 27 anos. Uma gravidez esperada e planejada. Quando meu teste deu positivo senti uma emoção tão grande que seria impossível descrevê-la neste post. Aquele dia foi o inicio de uma nova vida, uma vida cheia de emoções.
Enjoo
Você já sentiu enjoo e passou mal após comer algo que não te caiu bem? Então multiplica essa sensação por dez, 24 horas por dia. Eu não conseguia comer nada, o cheiro da minha comida me dava enjoo e eu vomitava. Tinha que dormir com um balde do lado da cama pois passava mal durante a noite também. Isso durou "apenas" 3 meses.

Dor
Eu sentia dores muito forte na virilha, tinha a sensação que a qualquer hora minha filha ia nascer. Essa dor começou no quinto mês e continuou até o nono.

Corpo
Eu engordei 20 quilos na gravidez, e me sentia muito feia, embora todos dizia que eu estava linda. Eu não gostava de me olhar no espelho e chorava muito. Minha pele ficou ressecada, meu cabelo caia muito.

Parto
Eu sempre tive muito medo de cirurgia, anestesia e qualquer tipo de intervenções cirúrgicas. Então optei pelo parto natural humanizado.
Com certeza você que ainda não passou por essa experiencia já deve ter ouvido falar que doí muito. Então não vou te assustar ainda mais, dizendo que a sensação é que estão arrancando membros do seu corpo. E com tudo que você já sentiu de dor dessa vida, não é nem um terço do que eu senti na hora do parto. hehe

Passei 12 horas em trabalho de parto. E preciso dizer que foi um parto lindo e abençoado. Embora a dor que fazer parte, eu tive pessoas maravilhosas que me deixaram bem calma e me trataram com muito carinho. Meu Marido que ficou o tempo todo comigo, Parteira, Doula e uma Enfermeira Obstétrica.  Casa de parto Sapobemba, nunca vou me esquecer do amor e carinho daquelas mulheres que me ajudaram a trazer minha filha ao mundo ❤

Pós Parto
Finalmente eu já estava com minha filha nos braços, mas eu sabia que o que esperava não era assim tão lindo e colorido como a gente ve nos filmes. 
Eu não via a hora de voltar pra casa e usar minha calça jeans 38, mas nem preciso dizer que isso não aconteceu né.
Eu fiquei com uma barriga de seis meses, e minha calça 38 chegava até o joelho, eu definitivamente não usava mais aquele manequim.

A Sophia não dormia, nem de dia nem de noite. Acordava a cada 20 minutos pra mamar e eu não dormia, sim, eu não dormia nunca mesmo. Cochilava e acordava com ela gritando querendo mamar.
As pessoas que ia me visitar me olhava com cara de pena, certa vez uma "MIGA" fez um comentário bem infeliz: Nossa Vi, você era tão linda, magrinha, seus cabelos eram tão lindos. Meu Deus como você mudou. Isso doeu muito viu.

Amamentação
Sempre quis amamentar. E fui muito abençoada pois tive bastante leite. O primeiro mês amamentando meus seios racharam e machucou muito, e lá vai eu sentir dor novamente. Eu chorava sempre que ia amamentar, mas em nem um momento quis parar. Esse sofrimento durou uns dois meses.

Eu sempre ouvi que amamentar emagrece,mas comigo isso não funcionou. eu amamentei por quase 3 anos e não emagreci nada.

Noites sem dormir
Isso é uma das coisas que sempre ouvimos, "Mães nunca mais dorme". Eu durmo. Como comentei antes eu não dormia nada no começo, isso até os 3 primeiros meses. Depois disso acordava umas 3 vezes durante a noite pra amamentar ou olhar ela no berço. 
Hoje ela dorme bem durante a noite, e as vezes eu acordo para ver se ela esta coberta.

Enfim...
Ser mãe é a experiência mais louca e maravilhosa que já vivi, aquela expressão padecer no paraíso cai muito bem. 
A gente sofre se o filho fica doente, a gente morre de ri quando eles começam a falar ou fazer coisas engraçadas, peraltices.
Essa foi minha experiência com a maternidade, é um pouco diferente com cada mulher. Cada uma faz a sua escolha. Parto normal, natural, cesária, amamentar, não amamentar. Ninguém é mais ou menos mãe por fazer escolhas diferente das nossas. Eu fiz minhas escolhas e elas foram as melhores para mim. E se eu pudesse voltar no tempo e viver tudo isso de novo, eu faria sem pensar duas vezes. Só para ter minha baixinha ao meu lado, e ouvi-la dizendo com aquela com meiga e calma: - Mamãe você é linda, eu te amo.


6 comentários:

  1. É, realmente tem muita coisa a considerar no lado B, rsrs. Não sou mãe, mas imagino que não deva ser fácil, mas que apesar de tudo deve ser um sentimento único, principalmente para quem sempre quis ser mãe. E você é uma mãezona Vivi, rsrs.

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o lado A vale muito a pena, ser mãe é minha melhor escolha, Amooo
      bjuxx

      Excluir
  2. Oii!
    Ainda não sou mãe, mas sonho em ser. Acho que toda noite em claro vale muuuito quando olhamos para o sorriso da nossa criança, né?
    Beijinhos ❤
    Blog Ale Canofre
    YouTube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Ale,eu faria tudo outra vez. Amoooo

      Excluir
  3. Por isso digo que mães são guerreiras.
    Essa romantização de ser mãe e que hoje vemos a quebra com tantos relatos, como esse seu, me dá um certo medinho de ter filhos, de não ser forte o bastante.
    Mas tudo acontece ao seu tempo.
    Felicidades mamãe maravilha!
    A Bela, não a Fera | Youtube Channel | Vem conversar comigo no Twitter!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que você será uma ótima mãe, embora a gente sempre vai pensar que não é tão boa assim. Ser mãe é uma delicia, o lado A vale muito a pena <3
      bjuxx

      Excluir

Fico muito feliz com seu comentário, e respondo sempre com todo carinho, obrigada pela visita...